O que faz um Otorrinolaringologista? Conheça as principais funções desse profissional!

Desconto nota do Enem

O otorrinolaringologista, mais conhecido como otorrino, é o profissional da Medicina especializado em ouvidos, nariz, seios da face e garganta. São estas as partes do corpo que mais associamos a esta especialidade. Mas o otorrinolaringologista pode tratar também da cabeça e do pescoço, por estarem relacionadas às regiões anteriores.

Embora seja um ramo de atuação especializado, o médico que escolhe a Otorrinolaringologia pode fazer subespecializações dentro destas mesmas áreas, ou atuar em locais diferentes. 

Vamos ver aqui onde o profissional pode trabalhar, e quais campos de estudo ele pode se especializar ainda mais.

Saiba o que o otorrinolaringologista faz em diferentes setores e cargos!

O otorrinolaringologista é o médico que trata, de forma geral, de dores no ouvido, garganta, problemas de audição, de fala, respiração, doenças crônicas como rinites e sinusites, e outras mais que atinjam estes órgãos. Conheça aqui algumas das especialidades dentro deste ramo.

Imunoterapia

A Imunoterapia é um ramo da Medicina que se preocupa com o tratamento de doenças infecciosas, alérgicas e cancerígenas. O que faz um otorrinolaringologista na Imunoterapia? Ele se especializa na prevenção e controle de alergias, especialmente as que afetam o sistema respiratório. A Imunoterapia é muito eficaz para controlar rinites, por exemplo. 

O otorrinolaringologista especializado nesta área realiza testes detalhados sobre os tipos de alergia que o paciente tem e o que desencadeia as crises de rinite. Sabe quando você começa a espirrar ao inalar poeira? Ou um aroma muito forte? Ou cheiro de mofo? Estes e muitos outros são chamados de alérgenos, que causam uma reação excessiva do corpo. 

Na Imunoterapia, o otorrinolaringologista determina o quanto você é alérgico e desenvolve vacinas específicas, para que o corpo não reaja de forma exagerada à exposição a estes vetores e controle as crises de espirro, dor de garganta, olhos inchados e lacrimejando, nariz congestionado e outros sintomas.

Cirurgia

As atribuições de um otorrinolaringologista cirurgião são inúmeras. Ele se especializa tanto em cirurgias funcionais e estéticas. No primeiro caso, ele trata de corrigir problemas que afetam a saúde do paciente no nariz, ouvido ou garganta.

Já na parte estética, o otorrinolaringologista cirurgião faz correções estéticas no nariz, como a rinoplastia, como o desvio de septo, ou a otoplastia, para corrigir problemas estéticos nas orelhas, como o que é conhecido como ‘orelhas de abano’.

Oncologia

O otorrinolaringologista oncologista trata de tumores malignos nas regiões do nariz, garganta, ouvidos, cabeça e pescoço. Ele avalia a extensão do tumor, o tipo de tratamento e quanto tempo levará para a remoção ou controle desta infecção. É importante frisar que, quanto mais cedo eles forem detectados, maiores são as chances de cura, e maiores são as possibilidades de tratamento para reabilitação do paciente, se for o caso. 

Laringologia

As funções de um otorrino especializado em laringologia são as de tratar com mais especialidade a laringe, a faringe e a voz. Ele se especializa na garganta e pode fazer diagnósticos, com mais precisão, infecções e problemas crônicos com a voz.

Otologia e Neurotologia

O prefixo ‘oto’ significa ‘ouvido’ em grego, e um otorrinolaringologista que se especializa neste órgão trabalha dificuldades na audição, surdez, infecções de ouvido frequentes, e também trata distúrbios que tenham origem nos nervos auditivos. Até problemas de equilíbrio podem ser mais facilmente diagnosticados por ele.

Medicina do Sono

As atribuições do otorrinolaringologista neste campo não tratam especificamente da dificuldade em pegar no sono, mas sim de problemas que acontecem enquanto as pessoas dormem, como o ronco e apneia do sono, que são interrupções frequentes na respiração. 

Há casos que o ronco e a apneia se resolvem com alguns exercícios, perda de peso (se o caso é de paciente obeso) ou uso de equipamentos. Mas há outros nos quais as cirurgias corretivas são mais indicadas. 

Rinologia

Na Rinologia, o otorrinolaringologista se especializa no nariz e dos seios da face. Ele trata de forma específica as crises de rinite, sinusite, sangramento nasal, tumores e problemas de olfato. O rinologista é o profissional mais indicado quando estes problemas, que geralmente são tratados com os otorrinos, acontecem de forma repetida e se apresentam de forma crônica.

Otorrinolaringologia Pediátrica

Crianças podem apresentar problemas de respiração, ter alergias e problemas funcionais ou estéticos que precisam da atenção de um profissional especializado. O otorrinolaringologista pediátrico entende as necessidades da criança, bem como o funcionamento do nariz, garganta e ouvido dos pequenos pacientes.

Campos de trabalho na Otorrinolaringologia

Para ser otorrinolaringologista, é preciso, antes de mais nada, concluir a faculdade de Medicina. Uma vez graduado, o profissional escolhe esta especialidade para fazer residência, que costuma durar três anos e é feita em hospitais.

Uma vez concluída a residência e ter recebido o título de especialista, o otorrinolaringologista pode trabalhar em consultórios nos setores público e privado, clínicas e prontos-socorros especializados. O otorrino, se for da sua escolha, pode atuar em nível ambulatorial, que é a parte das consultas médicas, ou cirúrgico, que também realiza cirurgias.

A Unic te ajuda a realizar o sonho de fazer a faculdade de Medicina!

Para se tornar médico, conte com a formação em Medicina da Unic! Com um conteúdo de qualidade e atualizado com o mercado de trabalho, o graduado pode atuar em diversas áreas da Medicina, como a Otorrinolaringologia, e começar sua carreira!

apoio aos estudantes é personalizado e acompanha cada fase da sua formação acadêmica. Nosso sistema de ensino prepara para o mercado de trabalho de forma dinâmica e interativa. Além disso, o método de aprendizado PBL (Problem Based Learning ou Aprendizagem Baseada em Problemas) faz o aluno aprender na prática, com integração das disciplinas.

O aluno Unic também faz visitas periódicas ao SUS, para conhecer o dia a dia da profissão, além do período de estágio obrigatório. Por fim, os laboratórios trazem a Medicina para perto do graduando. São vários: o Laboratório Morfofuncional, Laboratório Multidisciplinar, Laboratório de Habilidades Médicas e Laboratório de Microscopia.

Agora, uma coisa é certa: há muitas formas para crescer profissionalmente na Medicina, mas todos os caminhos têm o mesmo começo: participar do processo seletivo! Que tal mudar de vida agora? Gostou? Então, inscreva-se aqui! 

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Formas de ingresso na faculdade

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.