Conheça tudo sobre a faculdade de Medicina Veterinária!

Desconto nota do Enem

Cursar a faculdade de Medicina Veterinária é um sonho para muitas pessoas. No entanto, saiba que além de gostar de animais, este curso exige muito estudo e equilíbrio para lidar com situações difíceis. Por isso, saiba o que esperar da graduação antes de escolher.

Para quem é o curso de Veterinária?

Muito além de apenas gostar de animais, para seguir nesse curso, o aluno deve estar disposto a estar em constante atualização. Além disso, tem que estar apto para lidar com situações de urgência que precisam de uma ação rápida. 

Durante a faculdade é importante procurar formar as habilidades para o dia a dia da profissão. Por isso, se vai investir na graduação nessa área, absorva ao máximo o curso para aprender a teoria e a prática.

Quais as habilidades essenciais para um veterinário?

Ter uma boa capacidade de relacionamento com as pessoas é essencial nessa carreira. Isso porque, além dos bichos, você vai trabalhar em conjunto com outros profissionais, além dos tutores dos animais. 

O controle das emoções também é um atributo importante, pois por vezes ocorrem situações tristes, como quando não se pode salvar o animal, por exemplo. Nesse momento, o veterinário tem que manter a postura profissional para prestar o melhor suporte.

Quanto tempo leva a faculdade de Medicina Veterinária? 

A graduação em medicina veterinária tem duração de cinco anos, divididos em dez semestres letivos. Ao longo do curso, o aluno passa tem na grade matérias teóricas e algumas focadas na prática, à medida que avança na faculdade.

Para concluir o curso, ainda é preciso cumprir o estágio obrigatório, que é oferecido em parcerias entre a faculdade e clínicas ou hospitais veterinários. Além disso, o estudante tem que defender um trabalho de conclusão de curso, com tema escolhido por ele. 

As diversas áreas de atuação

Durante a faculdade de Medicina Veterinária, o aluno tem a chance de descobrir as matérias e áreas com as quais tem mais afinidade. Dentro do ramo, há uma série de atividades que podem ser desenvolvidas, como: 

  • Exames clínicos;
  • Melhoria do material genético;
  • Cuidados com a nutrição animal.

É importante, então, que o aluno durante o curso superior aproveite ao máximo as chances para ter contato com diferentes modos de atuação. A partir daí, poderá escolher melhor o ramo em que vai trabalhar após a graduação.

As matérias fazem parte da grade na faculdade de Medicina Veterinária

Nos primeiros semestres o aluno tem contato com uma base teórica, para entender a condição biológica do animal. Nesse sentido, matérias como citologia, anatomia, bioquímica permitem ao discente saber como funciona o corpo dos bichos. 

A partir do terceiro e quarto semestres, as disciplinas passam a ser mais voltadas às espécies em si, bem como à prática, com estágios na área. Com isso, as cadeiras de Clínica para Pequenos ou Grandes Animais são incluídas na grade. 

Por que estudar matemática na Medicina Veterinária?

Muitas pessoas que ingressam na faculdade de Medicina Veterinária têm dúvida se precisam ter uma noção mais densa em matemática. Apesar de não ser o foco do curso, os cálculos estão na rotina, para verificar a frequência cardíaca, por exemplo. 

Para a dosagem de remédios, adequada ao tamanho do animal, ou em estudos de população de uma espécie, também a matéria se faz presente. Assim, é importante ter uma ideia ao menos das principais funções matemáticas para o dia a dia.

Qual a função do estágio no curso de Medicina Veterinária?

Com a função de preparar o aluno para a realidade da profissão, o bacharelado conta com uma carga horária de estágio obrigatório. Mas, de fato nada impede que o aluno, desde os anos iniciais, realize ainda estágios na área, remunerados ou não.

No caso do obrigatório, em geral não há pagamento, pois é realizado em hospitais ou clínicas da própria escola superior ou de parceiros. O objetivo principal é que o bacharel tenha a vivência da rotina, consultas, bem como prática clínica ou cirúrgica.

Como é a rotina do estagiário na área?

O aluno, por sua vez, realiza as funções sempre sob supervisão de um veterinário formado. Nesse sentido, presta auxílio em diversos processos, tais como:

  • Anamnese, ou seja, ouvir do tutor do animal os sintomas, para diagnóstico;
  • Exames simples, para constatar a situação do paciente;
  • Atualizar e preencher formulários e prontuários;
  • Fazer a aplicação de remédios.

Tais rotinas, por certo, auxiliam o estagiário a se habituar com os possíveis problemas que vai enfrentar  na carreira. Desse modo, é uma chance de ver, ainda durante a faculdade de Medicina Veterinária, em que área pretende atuar.

Diferenças entre a faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia

Para quem não é da área, os dois cursos podem parecer a mesma coisa, pois ambas visam o bem-estar animal. Apesar desse paralelo, a Medicina Veterinária trata do aspecto clínico dos bichos. 

Já a Zootecnia, por sua vez, tem por objetivo melhorar a produção em fazendas. Para tanto, atua em criar boas condições às criações, para um  melhor nível dos derivados, como carne, leite e ovos. 

O veterinário tem uma atuação mais ampla

Entre as duas áreas, a Medicina Veterinária tem uma gama maior de cenários, pois não fica restrita ao ambiente rural. Com isso, o bacharel pode decidir cuidar de animais domésticos, como cães e gatos, ou mesmo focar em espécies silvestres, em zoológicos.

Qual o valor da mensalidade da faculdade de Medicina Veterinária?

O curso não é um dos mais baratos, tendo em vista que demanda uma estrutura em laboratórios e clínicas. Diante disso, a parcela mensal em média custa cerca de R$ 1.500,00 em instituições privadas. 

É possível, no entanto, recorrer a bolsas e descontos, para quem não obteve uma vaga nas faculdades públicas. Dentre as várias opções para alcançar ingressar na graduação, na rede paga, estão:

  • FIES ou Prouni, ofertados pelo Governo, para alunos que cumpram os critérios;
  • Parcelamentos privados oferecidos pelas próprias faculdades;
  • Bolsas com descontos por meio de parcerias, como Quero Bolsa, por exemplo.

Cabe então ao aluno avaliar a opção que melhor se adeque à sua realidade, para seguir com o sonho de entrar na faculdade de Medicina Veterinária.

Como escolher a melhor Instituição de Ensino?

Uma vez escolhido o curso, é hora de buscar uma boa faculdade, para garantir uma formação de qualidade. Por isso, o primeiro passo é ver se a instituição é aprovada pelo MEC. Além disso, fique atento a alguns pontos, a seguir: 

  • Veja a formação dos professores, se são especialistas no ramo;
  • Confira a grade curricular, bem como a carga horária de teoria e estágios;
  • Analise a estrutura física, se a faculdade dispõe de laboratórios ou clínicas.

Outro ponto importante é ver se a Instituição incentiva os alunos à pesquisa, por meio de eventos acadêmicos. 

A Unic tem o melhor ensino para você ingressar na faculdade de Medicina Veterinária

Na Unic você encontra tudo o que precisa para ter sucesso na carreira. Visando uma formação completa, que prepare o aluno para o dia a dia, o plano de ensino é fundamentado em casos práticos. 

O discente ainda tem à disposição o Canal Conecta, que contém vagas de estágio e emprego, para já garantir uma vaga antes de sair da faculdade. Por isso, não perca tempo, e inscreva-se hoje mesmo no vestibular clicando aqui.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Formas de ingresso na faculdade

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.