stricto sensu e lato sensu

Stricto sensu e lato sensu: afinal, qual é a diferença?

Nada como planejar a carreira e traçar os objetivos para alcançar a posição desejada! Muitos estudantes, ainda durante a faculdade, já pensam em se especializar em uma área de preferência, dando seguimento aos estudos.

Porém, na hora de escolher uma pós-graduação, muitas pessoas têm dúvidas quando se deparam com estes termos: stricto sensu e lato sensu. Você sabe o que significam e qual é o melhor tipo de pós para sua profissão?

A Unic preparou este post sobre o tema, com todas as definições e exemplos práticos para que você entenda mais sobre o assunto e possa decidir seu futuro com clareza. Boa leitura!

O que é stricto sensu?

No latim, a expressão significa “em sentido estrito” e, adequando-a à vida acadêmica, é usada para se referir a cursos de pós-graduação em nível de mestrado e doutorado.

São cursos que se aprofundam em determinado tema, dando ao estudante o grau de mestre ou de doutor. E qual a diferença entre eles?

Mestrado

Com duração média de 2 anos, o curso de mestrado prepara o profissional para desenvolver atividades de pesquisa e lecionar no ensino superior. O estudante opta por uma das linhas de pesquisa disponíveis na instituição de ensino e desenvolve um trabalho chamado tese, que tem que ser defendido perante uma banca de professores.

Na Unic, por exemplo, temos o Mestrado Acadêmico em Ambiente e Saúde na Amazônia Legal, que se subdivide em duas linhas de pesquisa:

  • Modelos e bioindicadores de qualidade do ar para a predição de agravos relacionados à saúde;
  • Poluentes ambientais da água e solo e doenças relacionadas.

Qualquer pessoa que tenha se formado em um dos cursos da área da saúde (Farmácia, Odontologia, Medicina etc.), em Ciências Biológicas ou até em Engenharia Ambiental pode se inscrever e se tornar mestre em Ambiente e Saúde.

Há também o Mestrado Profissional, como é o caso de Ciências Odontológicas Integradas na Unic. O curso é voltado para egressos de Odontologia ou outros cursos na mesma área e oferece 2 áreas de concentração:

  • Biociências;
  • Odontologia.

Doutorado

Já o futuro doutor precisa se dedicar por 48 meses, cursando as disciplinas específicas e desenvolvendo uma tese, que é um trabalho de caráter mais inédito e mais aprofundado do que a dissertação de mestrado.

Esse trabalho também é avaliado por uma banca –– que, em caso de aprovação, concede o título de doutor à pessoa.

Muitos doutorandos optam pelo chamado “doutorado sanduíche”: a primeira parte do curso é feita no Brasil, depois ele vai para uma instituição de outro país desenvolver pesquisas e obter créditos para, então, retornar e concluir a tese aqui.

O que é lato sensu?

Os cursos de pós-graduação lato sensu significam, literalmente, sentido amplo. A duração mínima deles é de 360 horas (podem ser concluídos em até 1 semestre, dependendo da carga horária semanal) e oferecem conhecimento mais geral sobre o tema.

Quais são os tipos de pós-graduação lato sensu?

Quem quer se tornar especialista pode fazer uma pós lato sensu ou um MBA, que é o Master Business Administration. A especialização e o MBA conferem um certificado ao término do curso, e não um diploma (como ocorre com o mestrado e o doutorado).

Na Unic, você pode fazer uma pós-graduação em Psicopedagogia Institucional após ter obtido o diploma de graduação em uma Licenciatura ou em Psicologia, por exemplo. Esse tipo de curso fornece aspectos teóricos e práticos para o exercício da profissão.

Já o MBA é mais voltado ao mundo dos negócios, como o curso de Contabilidade, Perícia e Auditoria da Unic. Pessoas vindas de vários cursos da área empresarial podem se interessar em se tornarem auditores.

Quais são as principais diferenças entre stricto sensu e lato sensu?

A principal diferença entre stricto sensu e lato sensu é em relação ao objetivo do curso e, consequentemente, ao aprofundamento na área. Vamos fazer uma comparação prática. Assim, fica mais fácil entender cada tipo.

Stricto sensu

  • Voltado à área acadêmica (pesquisa e docência no ensino superior).
  • Máximo de 2 anos (360 horas –– 24 créditos) para o mestrado e de 4 anos (720 horas –– 48 créditos) para o doutorado.
  • Alto nível de aprofundamento.
  • É preciso comprovar conhecimento em pelo menos 1 língua estrangeira para mestrado e 2 para doutorado.
  • O candidato precisa desenvolver um trabalho e defendê-lo perante uma banca;
  • Emite diploma.

Lato sensu

  • Voltado à área de negócios.
  • Mínimo de 360 horas.
  • Abordagem genérica do tema, priorizando a prática.
  • Não é preciso dominar outro idioma.
  • Não é obrigatório entregar um TCC (trabalho de conclusão de curso).
  • Emite certificado.

Existem exemplos práticos para entender melhor o tema?

Vamos mostrar 2 exemplos de carreira acadêmica que uma pessoa que está concluindo a graduação poderia escolher. Vamos lá?

Caso 1

Pedro Henrique, estudante de Medicina Veterinária, conclui o curso e pretende fazer um mestrado em Ciências Veterinárias, dedicando-se a estudar a produção de suínos. Posteriormente, poderia fazer o doutorado em Biociência Animal, na linha de pesquisa de Produção Animal. A dedicação ao mestrado e ao doutorado precisa ser integral.

Pedro se tornará um desenvolvedor de pesquisas e, certamente, vai dar aulas na graduação e na pós-graduação, formando mais profissionais na Veterinária. Outra opção de carreira é trabalhar em grandes empresas de criação ou até como consultor independente de multinacionais, certificando fazendas de porcos e atestando a qualidade da carne comercializada.

Caso 2

Patrícia também se formou em Medicina Veterinária, mas quer começar a atuar no mercado de trabalho logo. Consegue emprego em uma clínica e parte para uma especialização de 6 meses em Dermatologia Veterinária para enriquecer o currículo.

Porém, o sonho de Patrícia é abrir a própria clínica. Por isso, ela procura outra especialização de curto prazo, agora em Gestão de Clínicas e Consultórios. Em menos de 2 anos, que é a duração do mestrado, ela obteve 2 certificações e conhecimento suficiente para começar seu projeto, estudando e trabalhando ao mesmo tempo.

Faça uma boa escolha!

Agora que já conhece mais sobre os tipos de pós-graduação, já sabe o que considerar para escolher entre stricto sensu e lato sensu, certo? Os dois veterinários obtiveram sucesso na carreira que escolheram, e isso pode acontecer com você também. Pense onde se imagina trabalhando daqui a 5 ou 10 anos e, a partir daí, estruture sua formação.

Ah, quem faz curso Tecnólogo também pode seguir na pós, viu? As formações são diferentes, e têm muito a ver com o que você deseja e com suas habilidades.

Quer levar essas informações úteis para seus amigos que também estão em dúvida sobre stricto sensu e lato sensu? Compartilhe este post em suas redes sociais!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.